Terça-feira, 14.06.11

Vai andando...

 

Vai andando meu amor

Prometo que vou a seguir,

Sempre atrás,

Pisando as pegadas

Seguindo os trilhos que descobres.

Depois de desbravares caminho,

Depois de inventares roteiros

e estradas.

Vai andando meu amor,

Começa tu a aventura,

Prometo que vou logo a seguir

Depois de ti...

Segunda-feira, 09.05.11

O início do fim

 

 

 

 

 

Dizem que quando uma parte da nossa vida acaba, outra começa. Parte de mim morreu, acabou, ficou enterrada. Porém, no mesmo sítio nasceu uma nova parte daquilo que compõe este pedaço de carne humana, munido de sentimentos claustrofóbicos que nos confudem o pensamento. Foi como se no meu corpo, uma ferida aberta estivesse a sarar, e a pele nova que cobre essa ferida estivesse a ser a melhor coisa de sempre.

 

O fim ditou o início de uma nova fase, de um novo mundo, de um novo eu.

 

Anne Marie,  apresento-te uma nova Anne Marie: uma menina-mulher, crescida e sorridente. Para trás ficam histórias e momentos de uma outra vida. Agora, segue o seu instinto e sem pensar...(em demasia).

 

Domingo, 19.12.10

Ponto final, parágrafo.

 

Tudo o que começa tem o fim. Mais cedo, mais tarde... Mais tarde ou mais cedo terá de se escrever o ponto final de uma história.

Existem histórias de amor que também terminam, ou pelo menos deixa-se o final em aberto. As linhas que coziam o enredo da história acabaram por se tornar fracas e ténues. Linhas pouco definidas, pouco marcadas pelas quais passamos por cima sem dar conta. Não quer dizer que o príncipe e a princesa fiquem separados, tristes e melancólicos para todo o sempre. O futuro ninguém o sabe, e se calhar até se voltarão a encontrar noutro conto, noutra história. Esta, pelo menos, teve o seu fim.

Como cada história, cada parágrafo que acaba, outro é retomado umas linhas abaixo. Agora, agarrando em outras linhas, é tempo de cozer outro enredo, um mais pessoal, um mais vivido, um enredo mais próximo de mim e não tão próximo de "nós"

.

 

 

 

anne marie às 23:50 | link do post | coment. | messages (2)
Sábado, 20.11.10

Tarde demais

 

 

Para mim?

Para ti?

Para nós?

Ou será que nunca é tarde demais?


 

anne marie às 23:11 | link do post | coment. | messages (2)

Anne Marie

C'est l'histoire de ma vie, racontée dans des mots qui sont le sommeil en vrac

É a história da minha vida, contada em palavras que fazem adormecer

aujourd'hui, je

mail

m.mariamica@sapo.pt

vieux

amis

visiteurs

blogs SAPO